Acessibilidade
A+
A-
Contraste
Retornar acessibilidade

Treze casas rurais são entregues a produtores familiares de São Pedro do Iguaçu

 

Publicado em: 14/03/2016 08:35 | Fonte/Agência: COHAPAR - Companhia de Habitação do Paraná | Autor: Assessoria do Gabinete

Whatsapp

 

11/03/2016

Treze casas rurais são entregues a produtores familiares de São Pedro do Iguaçu

Aconteceu nesta sexta-feira (11) a entrega das chaves de novas moradias para 13 famílias de pequenos agricultores de São Pedro do Iguaçu. As chaves foram entregues por representantes do Governo do Paraná, governo federal e prefeituras. Os investimentos chegam a R$ 380 mil e foram viabilizados em uma parceria dos três níveis de governo.

Durante o evento, o coordenador regional da Cohapar de Cascavel, Odejalma Cordeiro, ressaltou a importância de ajudar as famílias residentes no campo. “As moradias rurais trazem dignidade para as famílias que vivem da agricultura familiar e que não conseguem construir uma casa de qualidade com recursos próprios”, afirma. “São pessoas batalhadoras que merecem todo o suporte possível do poder público”, disse.

As casas fazem parte do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), que contempla famílias que possuem renda anual bruta de até R$ 15 mil. Os beneficiados pagam apenas quatro parcelas de R$ 285 ao ano. As moradias possuem aproximadamente 46 m², com um custo estimado em R$ 28,5 mil por unidade. Além da Cohapar, a Secretaria da Agricultura e Abastecimento e a Emater também participam do trabalho através do cadastramento, seleção e acompanhamento social das famílias atendidas. 

No município, segundo o prefeito Natal Nunes Maciel, o projeto é uma conquista para os beneficiados e para o município. “Graças à parceria com o Governo do Estado e o Governo Federal conseguimos dar mais qualidade de vida para essas famílias. Agora, elas têm um lar digno para criar seus filhos”, relata.

O agricultor Josuel Neves, a esposa e o filho estão muito felizes com a mudança. A casa antiga estava em condições precárias e prejudicava a saúde do filho. “As paredes estavam sustentadas por escoras de madeira e tinha muita goteira. O nosso filho já tem problemas respiratórios e com isso a situação só piorava. Como não tínhamos condições de construir uma casa com recursos próprios, estávamos preparando um barracão de fumo em desuso para morar”, conta. 

Segundo o produtor, a vida da família começou a mudar no momento em que souberam que seriam contemplados pelo programa. “Sempre sonhamos com esse momento. Agora vamos viver com mais conforto e poderemos dar mais qualidade de vida para o nosso filho”, comemora Josuel.